quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Ações do Governo do Estado: Estado garante promoção do artesanato pelos próximos dois anos


O Governo do Estado assinou, na manhã da última terça-feira (8), no Museu de Arte da Bahia, em Salvador, o contrato de gestão do Edital de Publicização dos Serviços de Qualificação, Promoção e Comercialização do Artesanato Baiano. Isso significa que R$ 5 milhões serão aplicados no setor ao longo de dois anos por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). A Associação Fábrica Cultural é quem vai gerir o contrato.


“Essa é uma política muito importante para geração de renda no estado. A Bahia tem uma tradição no artesanato, são várias regiões produtoras que disputam entre os melhores do Brasil e faltava da nossa parte exatamente essa estrutura, esse apoio fundamental, para que o nosso produto seja exposto no país e principalmente na Bahia”, afirmou o secretário da Setre, Davidson Magalhães.





As ações devem dinamizar o escoamento da produção artesanal, além de promover cursos de qualificação, feiras para comercialização, entre outras atividades. “Estamos trabalhando com isso já há um tempo, são cinco anos com o Mercado Iaô, que todo mundo conhece, mas agora a coisa se expande e a nossa intenção é justamente dar cada vez mais visibilidade, trazer mais qualidade e ser uma rede, uma união de pessoas trabalhando para desenvolver e fazer o nosso artesanato chegar cada vez mais longe”, declarou a presidente da Fábrica Cultural e cantora, Margareth Menezes.



O ato de assinatura contou com a presença de representantes do setor em todo o estado, que comemoraram efetivação de uma política pública que vai beneficiar em torno de 13 mil profissionais. “Isso vai facilitar o escoamento da produção, que é o nosso grande problema. A gente espera que isso alavanque o artesanato da Bahia que é muito rico. Temos muitos artistas renomados, mas que são pouco valorizados no cenário nacional”, avaliou a vice-presidente Federação dos Artesãos e Artesãs do Estado da Bahia (Faaeb), Lu Bispo.




Fonte: Repórter: Lina Magalí

Postado por: PullaNeves

0 comentários:

Postar um comentário